19.1.07

O poder absoluto em Portugal


Enuncia as medidas tomadas pelo Marquês de Pombal para o reforço do poder do Estado e a submissão dos grupos privilegiados.

13 Comments:

At 24/1/07, Anonymous *Inês Catarina* said...

Marquês de Pombal para garantir um Estado Forte criou várias instituições:
-junta de Comércio: para controlar a actividade comercial e subsidiar a indústria
-Real Mesa Censória: para vigiar as publicações
-Intendência-Geral da Polícia: cujo objectivo era manter a segurança e tranqualidade públicas
Erário Régio: espécie de Ministério das Finanças- organizava a aplicação e cobrança dos impostos.
Quanto à submissão dos grupos priviligiados:
-execução dos marqueses de Távora
-execução do duque de Aveiro
-execução de outros nobres "perigosos" para o governo
-expeulsão dos Jesuítas

 
At 27/1/07, Anonymous Brandão said...

AS medidas tomadas foram:

-submissão do clero e da nobreza
-expulsão dos jesuitas
-execução dos marqueses de Távora
-execução do duque de Aveiro
-execução de outros nobres opositores do governo
Criação:
-Real Mesa Censória: para vigiar as publicações
-Intendência-Geral da Polícia
-junta de Comércio: para controlar a actividade comercial e subsidiar a indústria

 
At 29/1/07, Anonymous ines filipa said...

Marquês de pombal tomou algumas medidas para reforçar o estado:
- Junta do camércio: para controlar a actividade comercial
- Real mesa Censória: para vigiar as publicações
- intendência- Geral da polícia: para manter a segurança e tranquilidade pública
- Erário régio: espécie de Ministério das Finanças. Também transformou o tribunal da inquisição em tribunal de estado e expulsou os jesuitas e a execução dos távora.

 
At 30/1/07, Anonymous ana said...

as medidas foram:
-janta do comercio
-real mesa censoria
-intendencia-geral da policia
-erário régio

 
At 2/2/07, Anonymous francisco said...

as medidas que marques de pombal criou foram:
-janta do comercio
-real mesa censoria
-intendencia-geral da policia
-erário régio

 
At 2/2/07, Anonymous Hugo Freixo said...

Marquês de Pombal para garantir um Estado Forte criou várias instituições:
-junta de Comércio: para controlar a actividade comercial e subsidiar a indústria
-Real Mesa Censória: para vigiar as publicações
-Intendência-Geral da Polícia: cujo objectivo era manter a segurança e tranqualidade públicas
Erário Régio: espécie de Ministério das Finanças- organizava a aplicação e cobrança dos impostos.
Quanto à submissão dos grupos priviligiados:
-execução dos marqueses de Távora
-execução do duque de Aveiro
-execução de outros nobres "perigosos" para o governo
-expeulsão dos Jesuítas

 
At 6/2/07, Anonymous beatriz said...

Marques de pombal pra garantir o reforço do poder do estado criou:
-real mesa censoria
-junta de comercio
-intendencia-geral da policia.

 
At 28/2/07, Anonymous José Diogo said...

as medidas foram:
-janta do comercio
-real mesa censoria
-intendencia-geral da policia
-erário régio

 
At 22/3/07, Anonymous Mariana :-) said...

Para reforçar o poder o poder do Estado, o marquês de Pombal criou a Junta de Comércio, para controlar a actividade comercial e subsidiar a indústria. Criou a Real Mesa Censória, para vigiar as pubilcações. Também inaugurou a Intendência Geral da Polícia e o Erário Régio.
Para submeter os grupos privilegiados fez: Executou os Marqueses de Távora, excutou o Duque de Aveiro, bem como outros nobres "perigoso" para o Governo e expulsou os Jesuítas!

 
At 12/4/07, Anonymous Vidinha said...

Marquês de pombal tomou algumas medidas para reforçar o estado:
-expulsão dos jesuitas
-execução do duque de Aveiro
-submissão do clero e da nobreza
-execução dos marqueses de Távora
- Real mesa Censória
-Intendência-Geral da Polícia
- Erário régio

 
At 12/4/07, Anonymous Virgi said...

Para o reforço do poder do Estado e a submissão dos grupos privilegiados Marquês de Pombal criou várias instituições como:
-Junta do comercio
-Real mesa censoria
-intendencia-geral da policia
-Erário régio

 
At 12/4/07, Anonymous Sara said...

As medidas tomadas pelo Marquês de Pombal foram:
-junta do comércio;
-real mesa censória;
-erário régio;
-intendencia-geral da politica.

 
At 16/10/07, Anonymous Anónimo said...

A bábá é uma tone!!!

 

Enviar um comentário

<< Home